Banner

Vacinação contra a gripe: saiba se você deve ou não sair de casa para se vacinar

A recomendação dada pelo Ministério da Saúde e as autoridades públicas é a de se manter em casa como forma de prevenção e de evitar a propagação do coronavírus. Mas, com o início da Campanha de Vacinação Contra a Gripe no dia 23 de março, muitas pessoas não sabem o que fazer: Devem ir, ou não, ao posto de vacinação?

A infectologista Paula Campos, médica da equipe de Saúde do PASA, afirma que não existem evidências que contraindiquem a vacinação em indivíduos com infecção pelo novo coronavírus, mas alerta: “para garantir a eficácia da vacina neste momento em que temos poucos dados sobre esse novo vírus, recomendamos que a administração seja feita pelo menos 72 horas após a resolução dos sintomas”. Essa vacina é composta por vírus inativado. “Ela é muito segura e protege dos tipos de Influenza mais agressivos que estão circulando neste ano, evitando as consequências graves da doença que podem gerar hospitalizações e até mesmo óbitos”, diz a doutora.

Lorena Ebert, enfermeira integrante do programa Meu Médico da Clínica PASA Vitória, afirma que a vacinação contra a gripe é de extrema importância neste momento de pandemia, principalmente para as pessoas do grupo de risco, como idosos, doentes crônicos e imunossuprimidos. “Essa vacinação não imuniza contra o coronavírus, a imunização é do Influenza, mas se eu estou vacinada para Influenza e, posteriormente, tiver tosse, dor de garganta ou falta de ar, o diagnóstico para um possível quadro de coronavírus fica mais fácil. Outro motivo é que, ao se vacinar, evita-se o risco de coinfecção, já que é possível pegar dois tipos de gripe ao mesmo tempo, como influenza e coronavírus”, explica a enfermeira.

Assista ao vídeo e saiba como se vacinar de maneira segura para não se colocar em risco de infecção ao COVID-19:

A Dra. Paula Campos também ressalta outras contraindicações à vacinação contra a gripe: “ela é contraindicada às pessoas com alergia grave ao ovo, ao timerosal e à neomicina, além de a aplicação não ser recomendada em pessoas em estado febril agudo”, conclui.

 

 

Pasa nas redes:

  • Linkedin
  • Instagram
  • Youtube